Buscar
  • Dra. Cláudia Klein

A Relação do Nível de Vitamina D com o Covid-19

Diante da pandemia, há um aumento da discussão sobre os níveis ideais de vitamina D para iniciar e manter uma resposta imunológica saudável, especialmente no sistema respiratório.


Um estudo realizado pelo GrassrootsHealth Nutrient Research Institute com 212 pacientes de Covid-19 hospitalizados em três hospitais diferentes no sul da Ásia apresentou os seguintes dados:


Todos os casos foram confirmados para COVID-19 e foram agrupados da seguinte forma:

1. Leve - apresentando sintomas clínicos leves e sem diagnóstico de pneumonia

2. Comum - apresentando febre, sintomas respiratórios e diagnóstico confirmado de pneumonia

3. Grave - casos com hipóxia e dificuldade respiratória

4. Crítico - casos com insuficiência respiratória que requerem cuidados intensivos

Os níveis de vitamina D foram agrupados da seguinte forma:

1. Normal - nível de vitamina D de 30 ng / ml (75 nmol / L) ou superior

2. Insuficiente - nível de vitamina D entre 21-29 ng / ml (51-74 nmol / L)

3. Deficiente - nível de vitamina D abaixo de 20 ng / ml (50 nmol / L)

Os resultados deste estudo deram que o nível médio de vitamina D de todos os 212 casos foi de 24 ng / ml (59 nmol / L).

De todos os casos COVID-19

  • 49 (23%) casos foram classificados como leves, com nível médio de vitamina D de 31 ng / ml (78 nmol / L);

  • 59 (28%) foram classificados como comuns, com um nível médio de vitamina D de 27 ng / ml (68 nmol / L);

  • 56 (26%) foram classificados como graves, com um nível médio de vitamina D de 21 ng / ml (53 nmol / L);

  • 48 (23%) foram críticos, com um nível médio de vitamina D de 17 ng / ml (43 nmol / L);

  • 86% de todos os casos entre os pacientes com níveis normais de vitamina D foram leves, enquanto 73% dos casos entre os pacientes com deficiência de vitamina D foram graves ou críticos;

  • Para cada aumento do desvio padrão no nível de vitamina D, as chances de ter um caso leve em comparação com um caso grave eram 7,94 vezes mais, e as chances de ter um caso leve em comparação com um caso crítico eram 19,61 vezes mais.


Dessa forma, a pesquisa conclui que o nível de vitamina D no corpo pode ser responsável pelos resultados clínicos dos pacientes infectados pelo Covid-19. Um aumento no nível da vitamina D no corpo pode melhorar os sintomas e, o contrário, também acontece.


Segundo uma outra pesquisa conduzida pela Universidade Northwestern, a deficiência de vitamina D no corpo está relacionada a uma maior mortalidade por Covid-19.


Os pesquisadores reuniram dados de hospitais e diversos países (China, França, Alemanha, Itália, Irã, Coreia do Sul, Espanha, Suíça, Reino Unido e dos Estados Unidos) e descobriram que pacientes de países com altas taxas de mortalidades tinham níveis baixos de vitamina D comparados aos que não foram afetados tão drasticamente.


Foi descoberta, também, uma forte correlação entre os níveis de vitamina D e a “tempestade de citocinas”, que é uma condição inflamatória grave causada pelo sistema imunológico. A hiper reação pode danificar gravemente os pulmões e levar à morte por asfixia.


Acredita-se que a vitamina D tem um papel importante tanto para melhorar um sistema imunológico que não responde bem à doença, quanto para evitar que ele se torne hiperativo e cause a “tempestade de citocinas”.


De acordo com esta pesquisa, um bom nível de vitamina D não impede que o paciente contraia o vírus, mas pode reduzir as complicações.


Entretanto, é importante ressaltar que isso não significa que os afetados precisam começar a ingerir suplementos de vitamina D, precisamos de mais estudos para comprovar tais relações!

Antes de qualquer coisa, sempre consulte seu médico!!


Atualizado em 18/05:


A Nature publicou que a melhora nos níveis de vitamina D possibilita diminuir a progressão da doença ou até melhorar a sobrevida dos pacientes. Segundo esta análise, por ser um tratamento seguro e não invasivo e ter potencial benefício na redução do risco de gravidade e mortalidade de COVID-19, sugere-se uma intervenção em doses altas de vitamina D. Confira a matéria completa: https://www.nature.com/articles/s41430-020-0661-0


Fonte:

https://veja.abril.com.br/saude/covid-19-deficiencia-de-vitamina-d-aumenta-ate-risco-de-morte-diz-estudo/?fbclid=IwAR1dxaSYX21G1lxbIvrnYy2719i5-rPlD7gmtpzkeOYhsRJheWKLo8ta_IM

https://www.grassrootshealth.net/blog/first-data-published-covid-19-severity-vitamin-d-levels/?fbclid=IwAR1wCzlBu10muvdkBr3po6H0kgD1k4vnASRChytev8OuFhmok1ULpK5HKjU


0 visualização

Contato

+55 11 3051 6946

+55 11 9 9772 1633

Rua Bento de Andrade, nº 228 - Jardim Paulista, São Paulo, SP - Brasil