Buscar
  • Dra. Cláudia Klein

Atividades que estimulam o cérebro

Embora você saiba que precisa exercitar seu corpo, você sabia que também é importante exercitar a mente e o cérebro? Você provavelmente já ouviu o velho ditado "use ou perca". Muitos pesquisadores acreditam que essa máxima se aplica à saúde do seu cérebro.


O treinamento do cérebro está em alta nos dias de hoje, muitas vezes apontado como uma maneira de estimular sua mente e até aumentar a inteligência. Embora muitos cientistas cognitivos sugiram que algumas argumentações em torno do treinamento cerebral sejam exageradas e enganosas, certos tipos de atividades podem ser benéficos para a saúde do seu cérebro.

Neurociências


Por meio de uma pesquisa da Harvard, cientistas descobriram que as atividades cerebrais estimulam novas conexões entre as células nervosas e podem até ajudar o cérebro a gerar novas células, desenvolvendo “plasticidade” neurológica e construindo uma reserva funcional que fornece uma proteção contra a perda futura de células.


Qualquer atividade mentalmente estimulante deve ajudar a construir seu cérebro. Alguns hábitos ajudam a estimular a produção de nutrientes no cérebro desenvolvendo suas células e deixando-o mais saudável. Quanto mais o cérebro é treinado, mais afiado ele ficará, mas para isso não precisa se matar nos testes de QI ou nas palavras cruzadas para ter resultados satisfatórios.

O papel dos sentidos


Oferecer ao cérebro experiências fora da rotina, usando várias combinações de seus sentidos - visão, olfato, tato, paladar e audição, além dos "sentidos" de cunho emocional e social - é essencial para o estímulo e para a ativação das áreas que deixou de usar por falta de treino.


Você só estimula o cérebro se o exercita, por isso quem sempre esteve atento a esta questão pode ter menos problemas de saúde cerebral, como demência e doenças cognitivas, como Alzheimer – mas claro que existem muitos fatores genéticos e outros impactos.

Diferentes exercícios para estimular o cérebro


  • Leia ou veja fotos de cabeça para baixo concentrando-se em detalhes nos quais nunca tinha reparado;

  • Folheie uma revista ou livro e procure uma fotografia que lhe chame a atenção. Agora pense em 25 adjetivos que ache que descrevem a imagem ou o tema fotografado;

  • Tente identificar os ingredientes que compõem o prato que está comendo e concentre-se nos sabores mais sutis;

  • Selecione uma frase de um livro e tente formar uma frase diferente utilizando as mesmas palavras;

  • Jogue quebra cabeça e tente encaixar as peças corretas o mais rapidamente que conseguir, cronometrando o tempo. Repita a operação e veja se progrediu;

  • Veja as horas num espelho;

  • Escove os dentes utilizando as duas mãos;

  • Quando for trabalhar, utilize um percurso diferente do habitual;

  • Escreva com a mão que você não escreve usualmente;

  • Ao entrar numa sala onde esteja muita gente, tente determinar quantas pessoas estão do lado esquerdo e do lado direito. Identifique os objetos que decoram a sala, feche os olhos e enumere-os;

  • Experimente memorizar aquilo que precisa comprar no supermercado, em vez de elaborar uma lista;

  • Ouça as notícias na rádio ou na televisão quando acordar. Durante o dia escreva os pontos principais de que se lembrar.

Conclusão


O cérebro está envolvido em tudo o que fazemos e precisa de estímulos para se manter ativo e saudável. Exercitar o cérebro para melhorar a memória, o foco ou a funcionalidade diária é uma prioridade para muitas pessoas, especialmente à medida que envelhecem. Por isso, uma boa ideia é usar os cinco sentidos por meio de exercícios, fazendo com que você preste mais atenção nas suas ações e, então, melhore seu poder de concentração e a sua memória. Não se trata de apenas acrescentar novas atividades à sua rotina, mas de fazer de forma diferente o que é realizado diariamente.

11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

A paralisia facial é uma alteração que leva a perda dos movimentos realizados pelos músculos da face. Isso leva à dificuldade de expressão da mímica facial, geralmente afetando apenas um lado do rosto

Estima-se que no Brasil existam cerca de 1.000 pessoas com as formas graves dela! É uma doença hereditária, pode se manifestar de formas diferentes - alfa e beta - e ela acontece como minor, intermedi

A enxaqueca é um dos tipos mais frequentes de dor de cabeça/cefaleia, e por ser uma patologia crônica, ocasiona uma série de alterações comportamentais que desencadeiam consequências físicas, sociais