Buscar
  • Dra. Cláudia Klein

Como interpretar os números de referência nos exames?

Uma questão que acho muito importante e procuro sempre abordar nas minhas consultas é sobre os números de referência dos resultados de exames. Como analisar estes números? Qual é a diferença entre a referência e o, de fato, ideal?


Os valores de referência dos exames são dispostos em uma curva de Gauss. Os valores próximos ao mínimo ou ao máximo, em muitas situações, podem demonstrar uma incapacidade do nosso organismo de manter a homeostase e o equilíbrio.


Se não fizermos nada, estaremos esperando o desequilíbrio, que poderá atingir uma doença crônica! Então, por esse gráfico, podemos verificar que os parâmetros ideais são bem mais estreitos do que os parâmetros da normalidade.


É nessa qualidade de vida que devemos nos basear!! E não apenas procurar estar dentro dos números de referência.


Vou dar um exemplo: um dos grandes problemas da nova era é a resistência à insulina - principalmente neste momento de pandemia.


Estamos todos muito estressados com a nova rotina e com as incertezas do futuro. Isso nos leva a ingerir mais açúcar e seus derivados, como pão, massas, doces, etc.


Isso ocorre porque o stress gasta muita energia, e os carboidratos são fontes rápidas de prazer,  recompensa e energia!


Mas devemos ficar atentos ao consumo destes alimentos, porque, em excesso, sobrecarregam o pâncreas, fazendo com que produza um hormônio chamado insulina.


Este hormônio é  responsável por transportar toda a glicose sanguínea para o interior celular, o que ajudará na obtenção de energia para todas as nossas funções metabólicas. No entanto, o excesso na produção de insulina gera um bloqueio no receptor da entrada da glicose, que será acumulada no fígado e intravisceral como gordura.


Isso produz uma disfunção no sistema imune!!


Ou seja, índices de insulina acima de 6 geram a inflamação crônica subclínica e uma série de outras doenças crônicas, como diabetes.


Por isso, é muito importante a observação dos resultados dos exames, mesmo que estejam no parâmetro da normalidade!

17 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

4 Minutos de Exercício Intenso e Longevidade

Sabe-se que é consideravelmente improvável que homens e mulheres ativos, que se exercitam regularmente de qualquer maneira, morram prematuramente. Mas, segundo estudos recentes, se algum desses exercí

Melatonina e Covid-19: Qual a Relação?

Popularmente conhecida como hormônio do sono, a melatonina também é produzida por outros órgãos do corpo humano, um deles o pulmão! E, de acordo com alguns estudos, como o realizado por pesquisadores

Depressão e o aumento do consumo de álcool

A pandemia, o distanciamento social e a quarentena podem levar ao aumento do uso indevido de álcool e substâncias. Pesquisas de mercado, realizadas nos Estados Unidos e no Canadá, evidenciaram um aume

Contato

+55 11 3051 6946

+55 11 9 9772 1633

Rua Bento de Andrade, nº 228 - Jardim Paulista, São Paulo, SP - Brasil