Buscar
  • Dra. Cláudia Klein

Hipertensão - a doença silenciosa

De acordo com o Ministério da Saúde, a hipertensão arterial atinge mais de 38 milhões de brasileiros. É uma doença silenciosa e muitas vezes sem sintomas que, justamente por isso, se torna perigosa. Geralmente, os sintomas aparecem apenas quando a pressão sobe muito - se mantém frequentemente acima de 140 a 90 mmHg e/ou quando o paciente já está exposto à doença por muitos anos, podendo manifestar-se na forma de dores no peito, dor de cabeça, tonturas, zumbido no ouvido, fraqueza, visão embaçada e sangramento nasal.


Tratamento da hipertensão


O tratamento pode ser feito com o uso de medicamentos, mas eles não curam a doença. Por isso, existem alguns hábitos recomendados que também ajudam na prevenção:


  • Reduza o sal: a quantidade de sal recomendada pela OMS são 5g (uma colher de chá) diárias. Prefira alimentos frescos e feitos em casa, já que os industrializados têm alto teor de sal;

  • Pratique exercícios físicos: faça, no mínimo, 30 minutos de exercício físico todos os dias;

  • Limite o consumo do álcool: o uso excessivo e regular pode causar complicações quando associado aos efeitos dos medicamentos para controlar a pressão alta e interferir no adequado funcionamento do organismo;

  • Não fume: o cigarro não causa pressão alta, mas agrava o quadro, aumentando a ocorrência de ataque cardíaco e acidente vascular cerebral. Substâncias tóxicas presentes no cigarro contraem os vasos sanguíneos e agravam problemas circulatórios, o que consequentemente aumenta a pressão arterial;

  • Evite consumir alimentos gordurosos: uma dieta saudável e balanceada, com verduras, legumes, frutas e carnes magras, ajuda na manutenção de um peso adequado e da pressão arterial.

6 mitos e verdades sobre a hipertensão

1. Basta retirar o sal da comida para evitar o aumento da pressão arterial.

MITO. O ideal é diminuir o consumo do sódio na alimentação toda, ou seja, além de colocar menos sal nas comidas prontas, também diminuir o consumo de alimentos com alto teor de sódio, que na maioria das vezes são os industrializados e processados.

2. O estresse aumenta a pressão arterial.

VERDADE. A elevação da pressão arterial, a redução da circulação do sangue, o aumento do consumo de oxigênio pelo músculo cardíaco e a instabilidade elétrica no coração podem ser aumentadas pela estimulação do sistema nervoso simpático causadas pelo estresse. Aproximadamente 15% dos infartos são causados por uma situação de estresse repentino e intenso.

3. O consumo excessivo de álcool prejudica o controle da pressão arterial.

VERDADE. A relação está ligada à quantidade ingerida. A grande ingestão de bebida alcoólica está associada a um aumento da pressão arterial e maior risco de morte por doenças cardíacas.

5. A hipertensão não apresenta sintomas.

DEPENDE. Na maioria das vezes, ela não causa sintomas. Em poucos casos pode haver dor de cabeça, zumbido no ouvido, visão turva, tontura, dor no peito, palpitações, entre outros.

6. Quem tem pressão alta corre risco de infarto e outras doenças.

VERDADE. Quando a pessoa tem a pressão permanentemente alta, ou seja, sempre acima dos 14×9 mmHg, alguns órgãos podem ser afetados. No cérebro, pode ocorrer derrame; no coração, infarto; nos rins, o funcionamento pode ser insuficiente, sendo necessário realizar hemodiálise; e os olhos podem sofrer cegueira.

7. Hipertensão tem cura.

MITO. A condição hereditária está presente em mais de 90% dos casos e, nestes, a hipertensão arterial não pode ser curada. No entanto, pode e deve ser controlada.

Alimentos que ajudam na prevenção de hipertensão


  • Sementes como linhaça, quinoa, chia e gergelim ajudam a diminuir os riscos de infartos e derrames. Há propriedades anti-inflamatórias, são fontes de magnésio, vitamina E, cálcio e flavonoides, e agem na redução de colesterol LDL, triglicérides e pressão arterial;

  • Nozes, sardinha e atum são boas fontes de ômega 3, o que proporciona benefícios à saúde cardiovascular e age na melhora dos níveis de colesterol, na redução dos níveis triglicerídeos e na peroxidação LDL;

  • Alimentos de cor vermelha, alaranjada e roxa são aliados, por serem grandes fontes de antioxidantes, agindo na resposta inflamatória e melhorando o funcionamento endotelial;

  • Uvas são fonte de resveratrol, antocianinas e catequinas, possuem alta atividade antioxidante e têm ação na manutenção da pressão arterial, glicose e colesterol.

A hipertensão ataca pessoas em todas as fases da vida, mas os sintomas normalmente só aparecem em fases mais velhas ou quando a hipertensão aumenta bruscamente. Por isso, é necessário ter atenção e medi-la regularmente, já que é a única maneira de diagnosticá-la As pessoas acima de 20 anos de idade devem medir a pressão ao menos uma vez por ano e se o paciente tiver familiares hipertensos deve medir no mínimo duas vezes por ano. Se notar diferença na medição ou algum sintoma, procure um médico.

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

A paralisia facial é uma alteração que leva a perda dos movimentos realizados pelos músculos da face. Isso leva à dificuldade de expressão da mímica facial, geralmente afetando apenas um lado do rosto

Estima-se que no Brasil existam cerca de 1.000 pessoas com as formas graves dela! É uma doença hereditária, pode se manifestar de formas diferentes - alfa e beta - e ela acontece como minor, intermedi

A enxaqueca é um dos tipos mais frequentes de dor de cabeça/cefaleia, e por ser uma patologia crônica, ocasiona uma série de alterações comportamentais que desencadeiam consequências físicas, sociais