Buscar
  • Dra. Cláudia Klein

Melatonina e Covid-19: Qual a Relação?

Popularmente conhecida como hormônio do sono, a melatonina também é produzida por outros órgãos do corpo humano, um deles o pulmão! E, de acordo com alguns estudos, como o realizado por pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP), a melatonina produzida no pulmão atua como uma espécie de barreira contra a infecção pelo novo coronavírus.


Tem-se que, além dos efeitos da melatonina no sono, esse hormônio desempenha um papel crítico na calibração do sistema imunológico. E por isso o nível de produção de melatonina no pulmão dos pacientes pode justificar, também, a diferença do comportamento da doença entre os que testam positivo com a Covid-19.


Esta melatonina atua como uma barreira contra o vírus, impedindo a expressão de genes codificadores de proteínas de células como os macrófagos residentes, presentes no nariz e nos alvéolos pulmonares, e as epiteliais, que revestem os alvéolos pulmonares e são portas de entrada do vírus. Dessa forma, o hormônio impossibilita a infecção dessas células pelo vírus e, consequentemente, a ativação do sistema imunológico.


A professora do Instituto de Biociências (IB) da USP, Regina Pekelmann Markus, afirmou que a melatonina produzida pelo pulmão atua como uma 'muralha' contra o SARS-CoV-2, impedindo que o patógeno entre no epitélio, que o sistema imunológico seja ativado e que sejam produzidos anticorpos.


“Tem-se pela primeira vez um trabalho que mostra que alguma coisa que está dentro da pessoa poderia protegê-la contra o vírus, independentemente de anticorpo do sistema imunológico”, acrescentou Markus.


Sendo assim, segundo este estudo, o vírus é inspirado, entra no pulmão, mas, devido a barreira, não se relaciona com o organismo. Esse sujeito pode ser chamado de transmissor silencioso, já que teve contato com o vírus, mas não foi infectada.


Ademais, o estudo "Can Melatonin Be a Potential “Silver Bullet” in Treating COVID-19 Patients?" concluiu que, entre outros motivos, ao contrair a doença, os jovens não sofrem tanto quanto os idosos, pois possuem circulação muito maior níveis de melatonina.


Os vírus induzem um aumento notável de citocinas inflamatórias e espécies reativas de oxigênio,

e a melatonina, o melhor citoprotetor antioxidante-anti-inflamatório natural, tem níveis muito baixos em pacientes idosos.


Pensando que a melatonina auxilia no sistema imunológico, pode-se dizer que este hormônio pode reduzir a gravidade dos sintomas dos pacientes. Além disso, a melatonina pode ajudar a reduzir reinfecções e servir como um poderoso adjuvante imunopotenciador para futuras vacinas.


Veja na imagem abaixo mais funções exercidas pela melatonina:



Fonte:

https://www.uol.com.br/vivabem/noticias/redacao/2021/01/08/melatonina-produzida-no-pulmao-impede-infeccao-pelo-novo-coronavirus.htm


https://www.em.com.br/app/noticia/bem-viver/2021/01/12/interna_bem_viver,1227993/covid-19-melatonina-produzida-no-pulmao-impede-infeccao-diz-estudo.shtml


https://www.cnnbrasil.com.br/saude/2021/01/09/melatonina-produzida-no-pulmao-pode-conter-agravamento-da-covid-19


https://ofuturodascoisas.com/a-misteriosa-relacao-entre-covid-19-e-o-sono/



311 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Relação da Vitamina B12 com a fadiga

Atualmente, é cada vez mais frequente a queixa de cansaço e fadiga. Quando estamos sem energia, a primeira coisa que pensamos em fazer é checar é se há alguma deficiência de ferro. Apesar de esta ser

Impacto da Atividade Física em Idosos

A atividade física tem se destacado como uma das ações mais importantes que pessoas de todas as idades podem fazer para melhorar a saúde. Diferentes estudos observacionais apontam que a mortalidade pr