Buscar
  • Dra. Cláudia Klein

Os Impactos do Isolamento no nosso Cérebro

Uma boa saúde mental ajuda a equilibrar nosso sistema imune - o que precisamos focar neste momento.

Estamos seguindo todas as recomendações de Isolamento Social pré-estabelecidas pela OMS e pelos principais especialistas em epidemiologia para conseguirmos achatar a curva de transmissão do Covid-19 e evitar sobrecarga no sistema de saúde.

Essa é uma grande crise, uma crise sem precedentes nos tempos modernos!

Eu não sei se vocês perceberam, mas estamos sendo chamados para lidar com o imponderável. Toda crise tem uma dimensão instrutiva para mudança consciencial e de paradigma!

Nós não vamos conseguir explicar o porquê isso acontece com a gente neste momento, mas talvez consigamos responder o para que!

O que eu tenho que mudar em mim para lidar com isso?

Tudo está ligado com tudo; um espirro na Ásia gerou uma pandemia mundial. Mas é importante lembrar que tudo também está em transformação. Devemos nos perguntar a cada dia “o que te fez melhor hoje?”.

Todo isolamento social gera medo, angústia, incertezas e crises familiares. Temos vistos até aumento de violência doméstica e de feminicídio.

O isolamento é estressante porque somos seres sociais. Toda a nossa neurobiologia foi criada para sermos mais fortes em grupo. O bebê quando nasce precisa de amparo materno e familiar para sobreviver. Se formos observar a nossa mente, quanto dos nossos pensamentos são destinados a outras pessoas?

Estudos demonstram que a rejeição, falta de contato social e o bullying em crianças é tão prejudicial quanto o abandono pela mãe. O cérebro interpreta a rejeição e a falta de contato social de maneira extremamente danosa. Esse excesso crônico de adrenalina ocasionado por stress gera stress oxidativo mitocondrial (leia um texto completo aqui).

Nossas mitocôndrias, que são as organelas que temos em todas as nossas células, transformam o oxigênio da respiração em energia. O stress desvia essa via e causa um excesso de formação de Espécies Reativas ao oxigênio, que são radicais livres que produzem dano mitocondrial e muita toxina. O corpo se sobrecarrega e tenta eliminar esse excesso de toxina, ativando o sistema imune e gerando inflamação.

O cérebro começa a receber os produtos tóxicos, tanto dessa inflamação, quanto do sistema imune descompensado, gerando uma neuroinflamação, que pode se traduzir em: ansiedade, síndrome do pânico, transtorno de ansiedade generalizado e depressão.

Isso é tão sério e intenso que pode se perpetuar como Estresse Pós Traumático, mesmo após o término da Pandemia. Isso ocorre porque o circuito cerebral do medo e a angústia produzem circuitos neuroquímicos hiper ativados que ficam sensíveis mesmo com o fim do estímulo.

Mas eu reflito e pergunto:

Será que já não vivíamos uma epidemia de solidão?

Será que não é isso que deveríamos repensar?

Solidão é quando nos sentimos sozinhos, mesmo que acompanhados.

Pessoas que se sentem solitárias tem quase 40% a mais de chance de desenvolverem doenças cardiovasculares, transtornos psiquiátricos e queda no sistema imunológico.

Como lidar com isso agora, momento em que o isolamento e as incertezas sobre o futuro são inevitáveis?? Uma dica importante da Neurociência: NÃO RESISTA!!

Os orientais têm uma filosofia, principalmente nas artes marciais, de não resistir ao impacto. Eles entendem que se você absorver a força do golpe, você libera mais energia no contra golpe.

Vamos pensar nisso! Ficar bravo, revoltado e indignado com algo que não se pode mudar nesse momento não vai nos levar a nada.

Me lembro de uma frase da peça A Alma Imoral: “quanto dos nossos esforços são oferendas ao nada!”

O que podemos fazer neste momento:

- Veja as dicas do último post sobre o passo a passo da quarentena

- Limpe a mente

- Acorde e olhe para o sol

- Alimente-se de forma saudável

- Evite álcool, açúcar branco, enlatados e gorduras tóxicas

- Faça exercícios, mesmo que dentro de casa

- Ajude alguém

- Medite um pouco

- Sob orientação médica, reforce seu sistema imune: reponha vitamina D, vitamina C e probióticos

- Encontre um propósito de mudança

É isso que nos faz mais fortes!!!

Juntos somos melhores!

Boa quarentena a todos

421 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

OZONIOTERAPIA

A ozonioterapia resulta de um procedimento terapêutico de aplicar uma mistura de gases oxigênio e ozônio. De maneira geral, as aplicações são aconselhadas pelo motivo do ozônio possuir propriedades an

Contato

+55 11 3051 6946

+55 11 9 9772 1633

Rua Bento de Andrade, nº 228 - Jardim Paulista, São Paulo, SP - Brasil