Buscar
  • Dra. Cláudia Klein

Sono: o melhor reparo para o corpo humano

Às vezes, somos imbuídos por crenças antigas e limitantes que não nos fazem mudar. Eu mesma sempre fui de energia noturna; até me vangloriava de ficar super desperta e acordada nos plantões da faculdade e residência médica. Me achava o máximo, com muita resistência ao sono; inclusive, aproveitava as madrugadas para estudar.


À época, estava estudando sobre cronobiologia e eu tinha até um lema: sou uma pessoa noturna e esse é o ritmo do meu corpo!


Eis que eu estava completamente errada. E podem acreditar: isso me causou muitos problemas de saúde. Para não adoecer, é fundamental produzir um sono construtor e reparador.


Os últimos estudos em ciência do sono e longevidade apontam que para manter-se saudável, é necessário dormir bem.


Um grande estudioso do ritmo circadiano e da melatonina, Professor Walter Pierpaoli, afirma que os eixos Hipotálamo, Hipófise e Pineal (estruturas que ficam bem no centro do nosso cérebro) são responsáveis pelos nossos ajustes internos e externos, fazendo com que o corpo humano consiga se integrar e se equilibrar com todo ritmo oscilatório ao qual estamos submetidos, como o solar/lunar. O Professor também diz que qualquer ser vivo, desde organismos unicelulares até o homo sapiens, só evoluiu graças à capacidade de adaptação do ciclo Sono x Vigília; ou seja, Dia x Noite.


O sono é tão sério e tão fundamentalmente importante, que qualquer disfunção e desrespeito a essa biologia causam graves problemas de saúde. Para manter este equilíbrio, dois hormônios são fundamentais no nosso relógio biológico:


1) O cortisol - que nos desperta e é produzido pela nossa suprarrenal;


2) A melatonina - que nos coloca para dormir e é produzida pela glândula pineal;


Vamos retornar um pouco no tempo. Os nossos ancestrais mantinham adequadamente o ciclo sono / vigília. A suprarrenal, aos primeiros raios solares, produzia um aumento do Cortisol, hormônio do despertar e da energia, oxigenando todas as células para uma boa caçada e produção de alimento. Quando começava a anoitecer, a pineal aumentava a produção de Melatonina para gerar o sono, que, além do descanso, tem função reparadora. Para ser produzida a melatonina, o corpo precisa estar no escuro.


Abaixo, cito os problemas de saúde que podem ser evitados com uma produção adequada de Melatonina:

  • Distúrbios do sono;

  • Perda de cabelo;

  • Doenças oculares;

  • Problemas de pele;

  • Doenças vasculares;

  • Doenças cardíacas;

  • Obesidade;

  • Diabetes;

  • Distúrbios intestinais;

  • Desordens reumatoides;

  • Fraqueza nos ossos;

  • Deficiência imunológica;

  • Câncer;

  • Impacto negativo na longevidade

Quando esses hormônios, tanto a Melatonina quanto o Cortisol, estão fora de sintonia, nos sentimos cansados durante o dia, além de diminuição da produtividade no trabalho, dificuldade de concentração, desconforto corporal, perda de memória, depressão e até mesmo maior risco de Alzheimer. Já à noite, nos sentimos alertas, ansiosos, hipersensíveis, irritados e agitados, com muita dificuldade para dormir.


Portanto, respondendo ao meu questionamento inicial: ter energia noturna, como eu me sentia, produz graves prejuízos à saúde, simplesmente porque altera toda nossa biologia. Produzir cortisol à noite para se manter desperto ao invés de produzir melatonina causa uma sobrecarga hepática e uma dificuldade de detoxificação no organismo, o que é feito à noite, durante o sono. O coração fica hiperestimulado no horário de reparo e, assim, nossas células NK (natural killers), que exterminam células cancerígenas, não funcionam.


Isso acarreta inflamação crônica subclínica, síndrome metabólica, hipertensão arterial, hipercolesterolemia, disbiose intestinal, estresse oxidativo celular (com aumento de radicais livres com doenças degenerativas), hiperglicemia, hipotireoidismo, entre outros graves problemas de saúde.


Portanto, é de suma importância respeitar a pineal e deixá-la produzir Melatonina na hora adequada para, assim, nos mantermos longevos e com saúde!


Para uma boa higiene do sono:


1) Evite cafeína pelo menos 6 horas antes de dormir;


2) Evite álcool 3 horas antes de dormir;


3) Evite luz artificial e aparelhos eletrônicos 2 horas antes de dormir;


4) Pratique exercícios físicos na parte da manhã ou até 3 horas antes de dormir;


5) Converse consigo mesmo e feche as gavetas internas das preocupações. Por exemplo: sobre esse assunto vou refletir amanhã, pois hoje preciso descansar;


6) Coloque uma música relaxante (sugiro o lindo trabalho do musicoterapeuta canadense Robert Coxon);


7) Pense em algo positivo do seu dia e tenha em mente um agradecimento, fazendo o cérebro relaxar e se livrar dos pensamentos negativos que geram ansiedade.


Tudo na vida é treino! Não desista; sua saúde agradece.


E antes que eu esqueça: apague a luz e mentalize pensamentos positivos!!!



#sono #saúde #equilíbrio


Fonte: Sincronia Metabólica e Hormonal

51 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Inovação Disruptiva

O novo conceito de inovação disruptiva prima pelo olhar de volta para o Ser Humano Como será a Era Pós Digital? Vamos começar com um teste simples! 1- Sente fadiga matinal ou no decorrer do dia? 2- Te

Contato

+55 11 3051 6946

+55 11 9 9772 1633

Rua Bento de Andrade, nº 228 - Jardim Paulista, São Paulo, SP - Brasil